sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Porquê?

Porque tinha de acabar? Eu não queria! Eu queria ser feliz contigo, sentir-me segura no teu colo, sentir o cheiro da tua pele, arrepiar-me com o som da tua voz quando dizias que me amavas ao ouvido. Eu queria continuar a sentir aquela ânsia de chegar junto de ti, aquela sede dos teus beijos, daquele jeito de menino que tento me derretia e do teu toque que tanto me... nem sei explicar a sensação que me provocava.
Não quero sentir este vazio, esta saudade que tanto me magoa. A incerteza de saber se te faço falta, se também sentes que te falta uma parte de ti!
Tenho medo que desistas do nosso amor por simples orgulho. Por saber que nenhum de nós está disposto a dar o braço a torcer. Tenho medo que tu não percebas o tamanho do meu amor e que chegues a esquecê-lo porque pensas que eu não sei o quanto te sacrificas para estar comigo. Mas também gostava que entendesses que eu apenas quero significar para ti aquilo que significas para mim. Queria que soubesses que tu és a pessoa mais importante na minha vida e que estás sempre em primeiro lugar. Sabes porquê? Porque a tua presença me faz bem! Faz-me a pessoa mais feliz do mundo e sem ti tudo perdeu a graça. Perdi o brilho no olhar e o meu sorriso alegre. Mas se tiver que ser assim nada posso fazer... Apenas te dizer que te amo demais meu amor!

3 comentários:

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Dark, desistir é morrer!!! Filha deixa o orgulho de lado e vai à luta pelo teu amor se tens a certeza que é (este).O orgulho é uma palavra que existe no vocabulário dos "derrotados"e nunca dos fortes...engolir o orgulho é um acto de humildade que para mim é um dos sentimentos mais "sublimes".Orgulho de não dar o braço a torcer podes crer que nunca deu felicidade a ninguém (apesar das pessoas acharem que sim).Dark és uma vencedora!!! Vamos lá há luta pela pessoa que dizes amar ok?Beijinhos com muito carinho...ha e faz o fazor de ser feliz ok?

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

"favor"

Sem Jeito disse...

Não sei o que se passou, mas orgulho numa relação não! Tenta mais uma vez, dá tu o braço a torcer, se achas que a relação vale o suficiente!
Força!!
Beijinhos