quinta-feira, 9 de abril de 2009

Memórias de uma ex toxicodependente #2

Depois de ter consumido cocaína, fiquei a gostar, não que fosse a minha "moca" preferida mas gostava da sensação de dormência nos lábios, aquela sensação que provocava. Um certo dia, um amigo meu chegou lá a casa com um pacote e começou a fumar, perguntei-lhe o que era ao que ele me respondeu que era cocaína e se queria experimentar daquela. Eu sempre aberta a novas experiência e sempre, com a ideia na cabeça, de quem controlava era eu disse que sim. Mal eu sabia que a partir daquele dia a minha vida iria tomar um rumo completamente diferente.
Aquela coca tinha uma cor mais acastanhada, um sabor horrível e não sentia os efeitos que geralmente provocava, e então na minha inocência, comentei com ele:"Oh D. esta coca é diferente, da que costumamos comprar!", e foi aí que ele me disse que aquilo era heroína e não coca como eu pensara.
A princípio fiquei chateada porque eu tinha dito que não queria experimentar heroína, para mim era uma droga, que não me aliciava, até porque só o cheiro era nauseabundo e porque sabia que é uma das piores drogas que existe, mas, a curiosidade sobre a "moca" que dava era muita e então resolvemos comprar mais para experimentar.
A primeira vez que fumei, cada risco que fumava na "prata", tinha de ser acompanhada por uma "passa"num cigarro para não sentir tanto o sabor horrivel daquela droga. No fim de fumar fumamos um "charro", o que me deu vómitos e levou logo à casa de banho, deitar tudo o que tinha comido para fora. Posso dizer que foi das piores sensações e sabor que experimentei até hoje, mas em contrapartida, quando o enjoo passa e a "heroa" começa a bater é das melhores sensações que existem, até há toxicodependentes que dizem que é como se tivesse a ter orgasmos várias vezes seguidas ou até melhor do que isso, mas para mim, era a melhor "moca" que existia, parecia que o meu espírito saia do meu corpo, que levitava. Ficava super relaxada, como se me tivessem feito uma massagem e depois não se pensava em nada, os problemas não existiam, parecia que a vida era um sonho... só que o pior é que os problemas continuavam e às vezes até pioravam....


continua

3 comentários:

Sem Jeito disse...

é preciso mt coragem para partilhares este diário connosco!
Beijinhos!!!

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Dark vim lêr a continuação das tuas memórias e, dizer-te que continuas a ser uma menina linda.Beijinhos com muito carinho

Roderick disse...

Nem temos a noção da força de vontade que é necessária para deixar isso de vez!