sábado, 5 de dezembro de 2009

....

Há alturas na minha vida que só me apetecia não ter nascido. Ou então ter nascido a pessoa mais má e indiferente a tudo o que possa existir. Gostava de não me magoar tão facilmente, de ser forte, de não ter medo de ficar sozinha, de sofrer. Gostava de ser fria, não me preocupar com nada e principalmente não me preocupar se magoo ou não alguém.
Porque é que eu sou assim, tão burra, tão dada, tão sensivel? Porque é que eu me apaixono pelas pessoas erradas, que me fazem sofrer mais do que eu consiga explicar. Eu muitas vezes chego a pensar que tenho dedo para escolher as pessoas que amo. Eu sei que o coração não escolhe as pessoas de quem gosta, mas será que eu não posso ser feliz? Era só o que eu queria, alguém que me amasse, me desse valor, que eu sentisse que realmente me queria... mas não eu tinha de encontrar alguém que tem uma personalidade que eu nunca vi. Eu sei que ele me ama, sei que gosta de estar comigo  mas neste momento isso para mim não chega. Quero mais. Eu não quero apenas saber, quero sentir. E neste momento eu não sinto nada de nada, apenas um aperto no peito e uma vontade de gritar como se não houvesse amanhã. Apetece-me chorar, chorar, chorar até conseguir aliviar o meu peito e conseguir lavar a minha alma. Não sei se alguém me rogou uma praga ou outra coisa qualquer, na minha opinião já não está escrito no meu destino que eu vou ser uma pessoa feliz. Há quem tenha uma estrela da sorte, eu tenho uma estrela do azar. E a única coisa de que me orgulho foi ter saído das drogas. De resto a minha vida é só desilusões, as que causei e as que ainda sinto.
Antes de ter conhecido o meu actual namorado, como já disse, namorei durante 5 anos com um homem que me maltratou desde o primeiro dia até ao último. Maus tratos fisicos só aconteceu uma vez que ele me agarrou pelo pescoço e eu voei para um sofá, mas assim que viu a minha cara de pânico largou-me e começou a chorar. Agora os maus tratos psicológicos eram uma constante, ou porque a vida não lhe corria bem, ou porque bebia demais e depois descarregava em mim, ou porque tinha ciúmes e desconfiava de mim, enfim ele tratava-me pior do que a um animal. E o que foi que eu fiz? Continuei sempre ao lado dele, desculpando o que não tinha desculpa, rebaixando-me, humilhando-me sempre que havia uma discussão e ele me insultava com os piores insultos. Ele não fazia isso apenas quando estavamos sozinhos, muitas vezes em frente a outras pessoas que me diziam que ele não prestava e não me merecia, ficavam chocadas com a maneira que ele me tratava. E eu arranjava sempre desculpas, primeiro foi a desculpa da desilusão que ele tinha tido com as mulheres, que não conseguia confiar em mulheres e a segunda desculpa foi a droga, eu dizia sempre que não era ele a falar mas sim a droga. Eu sempre tive esperança que ele mudasse, mas ele não ia mudar nunca. E quando finalmente ganho coragem e acabo com a nossa relação  porque finalmente pensava que tinha encontrado alguém que me ia fazer feliz é isto.... desilusões atrás de desilusões.
Não sei de nada, nem quero saber, neste momento quero apenas não pensar, não sentir e já que nasci, vou viver a minha vida esperando que consiga ter alguns momentos, mesmo que éfemeros, de felicidade.

6 comentários:

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Olá Dark,

Pois, já senti que ouve arrufo outra vez...Dark, não penses que as relações são faceis? Podes crer que não são "preto e branco"infelizmente pelo meio há muito cinzento. E se não soubermos viver também com esse cinzeto, podes crer que nunca vamos encontrar essa tal pessoa. Sim, porque no inicio (não falando do tal sujeito que te maltratou desde o 1º dia)tudo são rosas, depois começa a aparecer os pequenos ou "grandes"defeitos conforme a situação. Mas se ouver "AMOR" filha vale sempre a pena tentar compreender o outro. Claro que se não ouver esse tal "amor" filha nem vale a pena tentar outra vez...E podes crer que não és uma menina menos "sortuda"(não gosto de dizer a outra palavra)só que como já sofreste bastante agora estás muito mais exigente para as relações, o que é óptimo. Mas pensa se esse rapaz gosta mesmo de ti, dá-lhe uma oportunidade e pensa que não é estar sempre juntos que ele demostra o amor que tem por ti.E sim em actitudes que isso vais tu sentido ao longo do relacionamento...Sabes eu ainda hoje me desiludo tanto com as pessoas por ser uma pessoa que me dou toda, e então penso que os outros são iguais. E depois catrapúz água fria:) menina vive a vida na sua plenitude com a tua idade,sabes é os concelhos que dou aos meus filhos. Pois a vida passa a correr e quando damos por ela ups passou. A vida é linda para se viver mesmo sendo uma montanha russa (e olha que eu sei do que falo)...dá mais uma oportunidade ao teu amor pois eu sinto que gostas dele. E como eu te já te disse não olhes para tràz o que quer dizer nem penses no outro que te fez sofrer ,ok? beijinhos com muito carinho

joana disse...

meu Deus! ler este teu post ate arrepia! nao és menos que ninguem, pq te rebaixas assim? pq t vitimizas assim? quem t ler pensa que so tu é que sofres! entao e teu namorado achas que nao sofre? ja te puseste no lugar dele para tentar entende-lo? na minha opiniao, que vale o que vale, andas a dramatizar tudo o que te acontece! mas a vida é mesmo assim, feita de altos e baixos, sofremos, levantamos e voltaremos a cair de certeza! o amor n é um mar de rosas e ainda bem que é assim! ve se animas pq todos nós sofremos e temos desilusoes, ninguem nasce com sorte ou com azar, temos é k superar os obstaculos que nos aparecem e n ficar olhar pa eles! fika bem

dark_soul disse...

Olá Joana, antes de mais obrigada pela tua passagem. Lamento que o meu post tenha surtido esse efeito em ti. Quanto às tuas perguntas retóricas ou não eu vou responder-te.
O post foi só um desabafo, é claro que não sou eu apenas que sofro, há milhões de pessoas no mundo com problemas muitissimo piores que os meus, e além de tudo não me considero vitima nenhuma, pois tudo o que passei e tudo a que me sujeitei foi por livre e espontanea vontade. Se abri os olhos demasiasdo tarde, culpa minha.
Quanto a tentar compreender o meu namorado.... já não sei dizer as vezes que tentei entende-lo. E eu sei que tudo isto faz parte da vida, mas eu tinha que escrever o que me passava naquele momento pela cabeça, precisava de me sentir mais leve para comigo e não passar por vitima.
Obrigada pelo teu comentário. Tudo de bom

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Dark, gostei da tua resposta à suposta "joana"...o cantinho é teu e deves escrever o que sentes, e quem não gostar azarito como eu costumo dizer. Não te visite. Beijinhos com carinho

LEO disse...

Passando pra deixar um BJ
LEO

vitor disse...

Existem problemas, mas, também, as soluções,
Pode-se estar só, mas não há solidão.